Quanto custa o seu produto?

Fiz essa pergunta a uma moça que vende bombons oferecendo-os às pessoas no comércio, ela estranhou minha pergunta e respondeu perguntado se eu queria saber o quanto ela ganhava.

Resultado de imagem para bombom

Disse a ela para se tranquilizar, pois o mais importante era saber quanto custava para ela fazer os seus bombons, isso sim determinava o quanto ela ganharia. Vendo que ela não tinha entendido, porque na cabeça dela o que ela vendia já era um ganho, porque o material já estava pago..., sendo assim ela realmente não sabia quanto ganhava e se ganhava.

Contei a ela que sou Educador Financeiro e perguntei se ela tinha interesse em saber qual a conta que se faz para ter essa resposta. De modo bem simples e suficiente fica assim:

1º - Some tudo o que gastou para fazer o bombom mais a embalagem, ou seja, quantas unidades foram feitas. Custo do Produto Embalado.

2º - Anote as despesas com transporte e alimentação se houver. Vamos chamar isso de Custo Adicional.

3º - Coloque o valor de um salário para a sua mão de obra, no caso R$ 930,00.

Vamos considerar que você trabalhe 20 dias por mês na produção e venda dos seus produtos e que você venda 50 unidades por dia que é igual a 1.000 unidades por mês a R$ 3,00 cada.

Portanto, neste caso um faturamento de R$ 3.000,00 por mês. A ideia de que você ganha os três mil por mês está errada, porque você não sabe se o custo total é viável ou não.

Supondo que:

- No 1º caso o custo seja de R$ 1,20 por unidade = 1.200,00 por mês

- No 2º caso o custo seja de R$ 0,37 por unidade =    370,00 por mês

- No 3º caso o custo seja de R$ 0,93 por unidade =    930,00 por mês

- Temos então o valor de:     R$ 2,50 por unidade = 2.500,00 por mês

Portanto o ganho real neste caso é de R$ 0,50 por unidade que é igual a R$ 500,00 por mês. (Lucro) que corresponde a 16,6% do total.

Em termos de ganho são os R$ 930,00 + R$ 500,00 = R$ 1.430,00

- Só que o valor de R$ 500,00 deve ir para uma conta poupança, para formar um valor de reserva, caso você queira formalizar a atividade e investir para crescer.

- As despesas pessoais devem estar de acordo com os R$ 930,00 da sua mão de obra.

- E o restante R$ 1.200,00 para a reposição do material e R$ 370,00 para transporte e alimentação.

Agora sim, fica fácil avaliar se esse trabalho com esses valores é viável ou não.

(Considerando que é uma atividade informal)

Faça esse teste mudando os valores e veja onde você realmente está financeiramente em relação a sua atividade. Isso vai ajuda-ló a ver com clareza o que deve ser avaliado, atualizado, mudado ou mesmo cortado das suas despesas.

“Um olhar realista é mais prudente para o bolso do que o entusiasmo de uma ideia” (Toni Oliveira)

Um bom trabalho e boa sorte!


img8

O Necessário e o Desejado


O primeiro passo para você começar a se organizar é ter uma planilha de orçamento em Excel ou mesmo anotações de despesas em um caderno, essa é a forma mais prática de ver como estão as suas finanças. Siga estas dicas:

  • Liste o que é necessário em itens, com valores reais.
  • Escreva o que você deseja para um período de um ano, também com valores reais.
  • Defina um valor para “Emergências” tomando como base uma referência, como por exemplo: Valor da franquia do seguro do carro, despesas médicas e farmácia, despesas com seu Pet…enfim, encontre uma referência e defina um valor.
  • Some tudo de cada item e divida por 12, agora veja os números, você vai se surpreender!
  • Discipline o seu comportamento para não fugir muito dessas condições, assim você se protege mais em momentos de crise.

Caso deseje aprender mais, clique na imagem acima para receber o seu e-Book.

Boa Sorte e Sucesso!

Banner do e-book

Controle Financeiro

controle-financeiro

Um colega reclamava pra mim sobre suas contas, não conseguia mais pagar todas elas sem usar o limite do cheque especial disponível na sua conta.

Detalhe: Ele não usa nenhum mecanismo de Controle Financeiro.

Vamos ver então o que acontece com ele:

  • Ano passado ele financiou a compra da casa própria e por conta disso também comprou financiado um carro usado com parcelas de 500,00 com uma entrada baixa.
  • Normalmente as famílias comprometem 70% ou mais da sua renda com as despesas mensais da família, por isso admite-se 30% para financiamentos.
  • No caso dele o rendimento é de aproximadamente de 3.000,00.
  • Então 70% de 3.000,00 é igual a 2.100,00 já comprometidos com o orçamento domestico.
  • Sendo que 30% representam 900,00

Acontece que ele não fez esta conta:

(Vou fazer uma simulação aproximada considerando outras despesas com o carro).

Contas1

Então temos 6.630,00 de despesas por ano para andar com o carro.

Dividindo 6.630,00 por 12 temos mais 552,00 por mês.

Contas2

Isso na melhor condição, sem bater o carro ou ter que trocar peças caras, imagina!

Esta é a conta que ninguém quer fazer, mas que compromete inteiramente o Controle Financeiro de quem não tem uma planilha de gastos atualizada. E nessa condição ainda tem o pagamento automático dos juros do valor utilizado no limite do cheque especial.

Agora faça as contas com os seus números e veja o resultado!

Mas não deixe de corrigir o que for necessário.

Banner do e-book

Escolha Ser Livre!

Você sabia que uma grande parcela da população está enfrentando condições financeiras de endividamento? Portanto, fique calmo, você não está sozinho nessa condição.

A estimativa é de 59 milhões de pessoas físicas negativadas no país, ao final de abril/17. De acordo com dados divulgados hoje (10), o número representa 39,19% da população com idade entre 18 e 95 anos.

Por Agência Brasil

No entanto, há sempre saídas inteligentes quando se quer por um fim às dívidas e, garantir uma qualidade de vida melhor!

Se você tem dívidas com bancos eu recomendo que você dê uma olhada nesta solução para negociar suas dívidas e se livrar delas.

img6

Educação Financeira para crianças

Ensinando os pequenos a poupar dinheiro

clip

A maioria dos pais concorda que a educação financeira é uma das coisas mais importantes para ensinar aos filhos. Na verdade, é por isso que alguns pais começam a poupar para os seus filhos antes mesmo que eles tenham nascido.
Se você abrir uma conta para seu filho quando ele ainda é pequeno, ele pode começar a administrá-la a partir dos sete anos. Contas-poupança são uma boa opção para ensinar a
importância da economia para os filhos.

“Às vezes, todos temos de esperar pelas coisas que queremos. Não importa a idade dos seus filhos, aprender essa lição vai ajudá-los a planejar seus orçamentos e a poupar melhor à medida que crescem”, diz Louise Hill, COO e co-fundadora da goHenry, uma empresa que oferece cartões de débito pré-pagos para crianças e adolescentes.
“Quando se trata de poupar, é importante ajudar seus filhos a
definir metas de curto prazo e de poupança de longo prazo.
A ideia é que eles entendam o que é um objetivo: o planejamento e a conquista”, explica Hill.
Confira as dicas de Hill para que seu filho comece uma poupança e lições financeiras que você pode ensiná-los a qualquer hora, em qualquer lugar.


Querer não é poder

Cada ida ao supermercado ou a uma loja não é desculpa para que seu filho compre alguma coisa. Na verdade, é uma oportunidade de aprender sobre finanças, diz Hill.
“A boa notícia é que o aprendizado pode começar
nas visitas às lojas. Antes de ir a uma loja ou um supermercado, as crianças e adolescentes têm de saber por que vocês estão indo lá.”
É importante deixar claro o que você quer comprar, seja comida para o jantar ou um presente de aniversário para um amigo. Isso ajuda a ensinar aos seus filhos que entrar em uma loja nem sempre significa comprar algo para eles.

Ebook2
Gastar dinheiro significa fazer escolhas

Em termos de poupança e educação financeira, a ideia de escolha é muito importante, explica Hill. “É algo que fazemos automaticamente como adultos.”
Como mostrar a seus filhos como isso funciona? Hill dá o exemplo das crianças que pedem uma bebida refrescante num café: delicioso, mas caro.
Como pai, você pode sugerir que ele não gaste com isso, ou seja, se você não tomar um aqui, podemos guardar o dinheiro para algo que você quer no futuro, como um livro ou brinquedo.
“Eles podem escolher a bebida refrescante, mas estarão cientes de que há uma escolha, e a ideia de agora ou mais tarde também é uma boa introdução para as realidades da vida.”

A mesada

Ter controle sobre o próprio dinheiro é uma maneira de seus filhos aprenderem a administrá-lo. Estamos falando de dinheiro de bolso: a mesada vai ensinar as crianças a equilibrar o orçamento e fazer escolhas sobre o que eles querem e precisam.
A chave para fazê-la funcionar? Seja claro sobre o que você espera que a mesada cubra (ou seja, a passagem de ônibus para a escola, almoço, filmes com amigos, roupas etc). “Certifique-se de que eles entendam que, quando acabar, acabou”, diz Hill.


Seu dinheiro pode aumentar se você guardar

Este é o ponto em que você começa a ensinar a seus filhos que, só porque eles têm dinheiro, eles não precisam gastá-lo imediatamente. Eles podem decidir guardar uma parte dele e vê-lo transformar-se em mais dinheiro.
Não é uma tarefa fácil, com a tentação de gratificação instantânea (e aqueles ótimos presentes em dinheiro que você ganhava dos seus avós). Mas é possível.
Hill recomenda sugerir para os filhos que eles guardem uma parte do dinheiro que receberem (presentes, dinheiro de bolso etc.). Como um parâmetro, 10% é um bom número.
Isso vai permitir que eles criem o
hábito de poupar, sem se sentir privados no momento. Ninguém quer apenas poupar. Assim como os adultos, é importante que as crianças passem pelo ciclo completo de ganhar, poupar e gastar, para aprender sobre orçamento e compreender o valor do dinheiro.
Dar independência em relação ao uso do dinheiro desde cedo é fundamental para que eles sejam responsáveis mais tarde na vida.

O dinheiro cresce ao longo do tempoBanner3a

Ensine às crianças o conceito simples de juros e explique que não importa a quantidade de dinheiro para começar a economizar.
“Lembre seus filhos que eles têm algo na manga quando se trata de investir. Tempo.”
“Não importa se for pouco dinheiro, eles têm a oportunidade de construir uma reserva ou até mesmo uma independência financeira! Essa é a beleza dos juros.”

Fonte: Huffpost Brasil - http://goo.gl/3pp86J

Ganhar Dinheiro com Investimentos

Investir no Tesouro Direto é 100% seguro?

A curiosidade por investimentos é muito importante para fazer com que você melhore a rentabilidade e a segurança das suas aplicações.

Em primeiro lugar vale lembrar que não existe investimento 100% seguro. Se você pensar em um imóvel, por exemplo - que tem a aparência de ser muito seguro do ponto de quem pretende guardar o dinheiro - ele pode sofrer um incêndio, uma colisão de um veículo, ou, ainda, pode ter a sua estrutura condenada ou desabar como resultado de um tremor de terra.

Embora seja possível contratar um seguro para se proteger dessas situações, não há garantia de que a seguradora pague integralmente o que combinou com você. Em suma, sempre há um risco, mas o que interessa é conhecê-lo e avaliá-lo.

BannerO que devemos ter em mente com relação aos investimentos é que existem opções mais ou menos seguras, mas nenhuma é absolutamente infalível. Nenhuma vai garantir 100%, ou seja, 0% de perda.

Dito isso, o Tesouro Direto está entre as aplicações financeiras que são mais seguras. Podemos dizer, por exemplo, que o Tesouro Direto é mais seguro do que a poupança, que fica depositada em um banco particular, .

Por outro lado, você tem que escolher o título certo para o seu objetivo.

Afirmo isso em decorrência dos diferentes tipos de risco que encontramos no nosso caminho. Agora, como você está iniciando seus investimentos no mercado de títulos públicos, vou esquecer as outras modalidades de risco e limitar nosso papo ao risco de crédito.

Esse risco mede a capacidade da outra parte (o Tesouro Nacional, no caso do Tesouro Direto) cumprir o que foi contratado, ou seja, pagar a remuneração que foi prometida.

Como o risco de o governo não honrar os seus pagamentos é bem menor do que o de uma instituição financeira privada, como um banco, pode-se dizer que o risco do Tesouro é bem menor do que o da maioria das aplicações oferecidas no mercado hoje.

Ainda que a situação econômica do país hoje esteja delicada, com todos os problemas das contas públicas, os títulos públicos vendidos pelo Tesouro Direto representam menos de 1% da dívida total do governo, considerando a dívida com credores internos e externos.

Para reduzir os outros riscos (lembre-se de que não há risco zero), como o risco de oscilação de preços (risco de mercado), minha sugestão é que você opte, para começar, pelo título Tesouro Selic, título que paga a variação da taxa Selic.

Ele é a porta de entrada para a aplicação em títulos públicos por meio do Tesouro Direto. Sua remuneração será superior à da poupança e com um risco muito baixo. Banner1a

Diferentemente dos outros títulos públicos, o Tesouro Selic não sofre grandes oscilações se for vendido antes do prazo porque ele sempre paga a variação da taxa Selic, isto é, ele sempre está pagando juros em linha com o que o mercado está oferecendo. Já outros títulos podem gerar prejuízos e também ganhos dependendo do momento, caso sejam vendidos antes do prazo.

Em todos os casos, se o título for carregado até o vencimento, no entanto, ele paga ao investidor exatamente o que foi prometido no momento em que o investimento foi iniciado, sem riscos de prejuízos.

 Fonte: Exame - http://goo.gl/2mt161

Como mudar o padrão de vida

“ A maioria das pessoas associa dinheiro a prazer imediato. Para mim, ele deve ser acumulado para proporcionar liberdade.”

ADS---5

Esta frase está na capa do livro: Os Segredos da Mente Milionária T.Harv Eker

Quem nunca se perguntou porque algumas pessoas precisam suar a camisa para ganhar dinheiro, enquanto alguns felizardos parecem enriquecer facilmente? Segundo o autor desse livro, isso não ocorre por diferenças de educação, de inteligência, de talento, de oportunidades, de métodos de trabalho, de contatos, de sorte nem, muito menos, como resultado da escolha de empregos, negócios ou investimentos.

A resposta, segundo o autor, está no modelo pessoal de dinheiro que todos nós trazemos gravado no subconsciente. Para ele, mesmo quando uma pessoa domina a área em que atua profissionalmente, se o seu modelo de dinheiro não estiver programado para um alto nível de sucesso, ela jamais enriquecerá – e, se isso acontecer, é possível que logo perca tudo o que conquistou. 

Felizmente, ninguém é obrigado a amargar as consequências dessa programação mental negativa por toda a vida. No livro Eker apresenta os princípios da mente milionária, os mesmos que ensina nos treinamentos e cursos, mostrando que podemos nos recondicionar, em termos de pensamentos e ações, para atingir o sucesso de um modo tão natural quanto as pessoas ricas.

Aplicando os princípios que ensina, Eker conseguiu superar uma penosa fase de altos e baixos em sua vida e se tornar milionário em apenas dois anos e meio. Hoje ele preside uma das mais bem sucedidas empresas de treinamento pessoal no Estados Unidos e no Canadá, seus cursos e treinamentos atraem participantes do mundo todo. Milhares de pessoas já assistiram às suas palestras e treinamentos.

Quer tornar-se uma pessoa próspera?  Mudar o seu padrão de vida? Então eu te recomendo este Cuso, Investidor Direto.

logoinvestiazul

“ Se você quer passar para um nível de vida mais elevado, tem que estar disposto a abrir mão de alguns dos seus velhos modos de ser e pensar e adotar novas opções. No fim, os resultados falarão por si mesmos.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...